Ter insuficiência (ou incompetência) istmo-cervical (IIC) quer dizer que seu colo do útero é mais fraco ou mais curto que o normal. Ele tende a dilatar e afinar sem que haja contrações ou dor, só pelo peso do bebê.
O problema é que a dilatação pode acontecer rápido demais e o bebê nascer muito antes do tempo, ainda no segundo trimestre. Nessa fase da gestação, a criança tem poucas condições de sobreviver fora da barriga (abortamento espontâneo tardio). O parto também pode ocorrer já no terceiro trimestre, mas com o bebê ainda muito prematuro (com menos de 8 meses). Infelizmente, o diagnóstico não é tão simples e se baseia, principalmente, no histórico de gestações anteriores. Já ter sofrido abortamentos tardios ou partos muito prematuros e pouco dolorosos, sem que houvesse outras causas, são fatores de risco.
Para pesquisar o risco de insuficiência cervical em uma primeira gestação, a ultrassonografia transvaginal para medida do colo do útero deve ser realizada rotineiramente no quinto mês de gestação no momento da ultrassonografia morfológica de segundo trimestre para procurar sinais de encurtamento do colo. Converse com o seu obstetra.

Quanto mais curto estiver o colo do útero, maior é a possibilidade de haver parto prematuro ou abortamento tardio, dependendo do tempo de gravidez.